O secretário de Esportes de Maracanaú, Márcio Caetano esteve presente no último sábado, 10 de junho, no Centro de Formação Olímpica do Nordeste – CFO, em Fortaleza, prestigiando o Festival de Futsal, Atletismo e Natação realizado pelas Olimpíadas Especiais Brasil (Special Olympics), em parceria com o Lions Clube. O Festival que é pioneiro no Brasil trabalha o esporte para pessoas com algum tipo de deficiência intelectual e visa dar a primeira oportunidade aos atletas de participar desse tipo de competição. Além disso, os atletas participaram de uma avaliação de saúde, chamada “Atletas Saudáveis”. Maracanaú foi muito bem representado pelo Centro Integrado de Reabilitação – CIRM, pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e pela Associação D’eficiência Superando Limites – ADESUL.

Olimpíadas Especiais Brasil – A Olimpíadas Especiais é uma organização mundial sem fins lucrativos dedicada a melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência intelectual através do treinamento e competição esportiva durante o ano todo. O conceito da Olimpíadas Especiais nasce na década de 60 quando a Sra. Eunice Kennedy Shriver começou a promover pequenos eventos esportivos para pessoas com deficiência intelectual nos jardins de sua residência. Hoje a Olimpíadas Especiais é o único programa mundial de treinamento e competições esportivas para crianças e adultos com deficiência intelectual, estando em 180 países, com aproximadamente 3.5 milhões de atletas e 800.000 treinadores voluntários. Depois do movimento Cruz Vermelha, a Olimpíadas Especiais e a organização que mais tem mais voluntários no mundo. No Brasil, o movimento nasceu em 1990 no Distrito Federal com o nome de “Special Olympics Brasil” e atingiu 12 estados brasileiros. Em 2003, a “Olimpíadas Especiais Brasil” começou a trilhar um caminho para se tornar, em 2008, a Fundação Special Olympics Brasil. (Douglas Gadelha)

COMPARTILHAR