Buda ensinou como examinar nossa mente e ver quais estados produzem sofrimento e confusão, e quais estados produzem felicidade e saúde.

Ele ensinou ainda como superar as mentes não-virtuosas compulsivas, que nos confinam aos estados de descontentamento e sofrimento, e como cultivar mentes virtuosas, que nos liberta, da dor e nos conduzem ao êxtase da plena iluminação.

Buda nos ensina a viver bem conosco e com o ambiente em que temos que conviver neste mundo material e espiritual.

Um dos principais ensinamentos é considerar todos os seres vivos como seus pais e mães, e amem-nos como se vocês fossem filhos deles.

Tenham sempre uma expressão sorridente e uma mente amorosa, e falem de modo sincero e sem maldade.

Assim você exerce a Arte de ser feliz e como se relacionar com felicidade e sem amargura.

Schopenhauer diz “A principal verdade da arte de ser feliz continua sendo a de que tudo depende muito menos daquilo do que se tem ou representa do que daquilo que se é”

Se o próprio eu não vale muito o que se tem não vai propiciar melhoras no cidadão e na sua vida, será como o vinho que tem gosto de fel.

Viver bem e feliz e apenas a arte de ser bom e tratar bem os demais.

COMPARTILHAR